Estrias: Conheça os tratamentos e cremes para apagar essas linhas

Ter estria é muito fácil. Afinal, basta nossa pele esticar um pouquinho mais - seja devido ao crescimento ou ao aumento de peso - que ela já se instala. "Quando o estiramento da pele é muito grande, há uma ruptura nas fibras de colágeno e elastina, localizadas na derme (camada intermediária da pele). O sangue extravasa, inundando as fibras, provocando um micro hematoma que se reflete imediatamente na tez, em forma de vergão avermelhado ou arroxeado", explica o professor da Sociedade Brasileira de Medicina Estética, Marcelo Bellini (SP).

Podem ser lineares, curvas, únicas ou múltiplas. Assim que aparecem são finas e de aspecto plano, por isso, mais fáceis de tratar. Por outro lado, se não cuidar a tempo, entre um e dois anos, começa a ocorrer uma substituição no local por um tecido fibroso, com aspecto de cicatriz, ganhando uma coloração esbranquiçada. E é nesse ponto que ela fica mais larga e profunda.

A associação de tratamentos é necessária para combater as estrias. Mas o resultado compensa. Antigamente, eram raros os tratamentos que ajudavam a combatê-las. Mas, hoje, já é possível praticamente acabar com as recentes e amenizar em até 70% as mais antigas. "Os melhores resultados são obtidos com a associação de um mix de tratamento", alerta a dermatologista Montaha Jurdi Jasserand (SP) que é membro da Academia Americana de Dermatologia. Porém, antes de fazer a escolha, saiba que estes procedimentos são bem doloridos.

Uma vez lesadas, as fibras elásticas da pele não se regeneram e nunca mais serão as mesmas. Por isso, todos os especialistas indicam a prevenção para evitar o problema. "O segredo está em hidratar bem o corpo por dentro e por fora, bebendo no mínimo dois litros de água por dia, e aplicar no corpo cremes formulados com substâncias como lactato de amônia, uréia, elastina, colágeno, alfa-hidroxiácidos e óleos vegetais, pois assim a pele agüenta melhor as variações de crescimento e peso", avisa a dermatologista Montaha. Evitar o fumo e banhos quentes, ingerir alimentos ricos em vitamina C, praticar exercícios físicos moderados e controlar o peso também são essenciais para evitar que os risquinhos ingratos apareçam de uma hora para outra!

Dê adeus aos risquinhos - Conheça os tratamentos mais potentes
 

Carboxiterapia + peeling químico

Indicação: todos os tipos O que é: gás carbônico injetado no tecido subcutâneo ativa a circulação sangüínea. Associado ao peeling químico, ameniza o relevo da estria.

Como é feito: uma agulha pequena e fina, acoplada a um aparelho que controla a saída do gás é introduzida em cada listra. "O gás melhora a circulação e oxigenação cutânea, além de estimular a produção de colágeno e elastina", afirma a esteticista Ana Lúcia Miranda, da Luna Laser e Estética (SP). Um dia após a introdução do gás é realizado o peeling químico, passado superficialmente em todas as estrias. O produto age por 6 a 12 horas e é retirado em casa com água em abundância.

Resultados: são visíveis após a quarta sessão. Diminui em até 80% as estrias vermelhas ou roxas e em 60% as brancas.

Cuidados: "Nos primeiros dias depois do tratamento podem surgir pontos roxos na pele e apresentar vermelhidão e repuxamento",expica o médico especializado em Medicina Estética, Nelson Rosas, da Clinica Longevitá (RJ).

Preço por sessão: R$ 140 (carboxiterapia) + R$ 120 (peeling). São recomendadas 10 sessões de cada, em intervalos de 15 dias.

Bodypeel

Indicação: todos os tipos O que é: peeling que estimula a renovação celular

Como é feito: dias antes da utilização do produto é passado um creme em casa, de uso noturno, para melhorar a absorção do ativo. "O peeling penetra até a camada profunda da derme causando uma queimadura, que dá origem a novas fibras de colágeno e elastina", explica a cirurgiã plástica Joana D´Arc Diniz (RJ).

Resultados: melhora em até 90% as estrias novas e finas, 80% as profundas e finas e 70% as antigas, profundas e largas. Cuidados: a área fica ressecada até descamar.

Preço por sessão: R$ 500 a 1.500. Uma única sessão basta para os casos mais superficiais. Ou cerca de três para as listras mais antigas, grossas e profundas.

 

Transcisão + peeling químico

Indicação: estrias brancas

O que é: cirurgia feita para romper as fibras mortas que estão causando a estria e estimular a formação de tecido novo.

Como é feito: após anestesia local, é introduzida uma agulha cortante na porção média da pele (derme) ao longo de toda a extensão da marca. São feitas manobras em forma de semicírculo para romper as fibras e "abrir a área". "O sangue coagula e forma uma espécie de ferida que, cicatrizada, dá origem a um colágeno novo, responsável pela recuperação da pele", informa Emílio Seixas Marques, médico especialista em Medicina Estética, da Clínica Peso Menor (SP). Em uma semana é feito um peeling químico.

Resultados: acaba com o problema em até 80%, dependendo da largura da estria.

Cuidados: a pessoa fica com curativo por uma semana. Por precaução, o sol deve ser evitado.

Preço por sessão: R$ 1 mil a R$ 3 mil. A depender da largura e profundidade são indicadas de 3 a 4 sessões.

Galvanopuntura

Indicação: todos os tipos O que é: equipamento de microcorrente contínua (galvânica) que dá picadas nas estrias para acabar com o tecido lesionado.

Como é feito: o aparelho, que possui uma agulha na ponta, estimula, através da microcorrente galvânica, um edema no local. " Esse micro trauma associado à estimulação provocada pela corrente do aparelho é que fazem a renovação de colágeno", ressalta a dermatologista Silvia Zimbres, da Clínica Doux (SP).

Resultados: são vistos a partir da décima sessão. "No final do tratamento nota-se melhora de 90% nas estrias novas e 60% nas antigas", diz a dermatologista Karla Assed (RJ).

Cuidados: o local fica avermelhado.

Preço por sessão: R$ 100. Recomenda-se de 10 a 30 sessões.

Intradermoterapia + peeling químico + peeling de cristal

Indicação: todos os tipos O que é: associação de peeling mecânico com peeling químico e injeção de substâncias, que renovam as fibras lesadas.

Como é feito: primeiro é feito o peeling de cristal, que é uma espécie de lixamento com aparelho para remover as camadas superficiais da tez. Depois, é passado o peeling de ácido retinóico ou kójico. "Em uma semana, é injetado em cada vergão uma solução contendo substâncias estimulantes", avisa Jussara Bassani, fisioterapeuta da Onodera (SP). "Com esta junção de tratamentos é possível tapar o vão deixado pela estria e recuperar a aparência superficial da pele, deixando-a mais lisinha", afirma Roberto Rodolfo, diretor da Sociedade Brasileira de Medicina Estética e da Clínica Health Center (RJ).

Resultados: o mix de tratamento estimula o colágeno novo para ocupar a falha de tecido, melhorando em até 80% o aspecto final.

Cuidados: podem aparecer pontos roxos e vermelhos após a aplicação.

Preço por sessão: R$ 120 (intradermoterapia) e R$ 200 (peeling químico + mecânico). São indicadas no mínimo 5 sessões de cada, alternando-as.

Ataque em casa com cremes

  1. Creme para Estrias Bio-Medicin Previne e trata as estrias já existentes com apenas uma aplicação diária. Estimula a renovação celular e elimina as células mortas, através de extratos vegetais e sem ácidos. R$ 70
  2. Anti-estrias + firmeza, com Prolastium e X-Tensyl, L'Oréal Paris. Possui o X-Tensyl, substância que estimula a produção de colágeno. R$ 41
  3. Creme para prevenção de estrias, Vita Derm. À base de extrato de centella asiática e óleo de amêndoas, hidrata, reduz e previne as marcas. R$ 22
  4. Gel firmador de tecidos e preventivo de estrias, Ox Cosméticos. A combinação dos extratos de algas marinhas e gengibre reduz a formação do problema, beneficiando a circulação local. R$ 25
  5. StriActive, Dermage. Rico em óleos vegetais e Matrixyl, o creme emoliente renova e protege as fibras de colágeno e elastina. R$ 160
  6. Emulsão Auxiliar para Estrias, Natura. Com óleo de passiflora, semente de uva e manteiga de cupuaçu, melhora o aspecto das estrias e auxilia na prevenção. R$ 32
  7. Skin So Soft Loção para Estrias, Avon. Contém o complexo reparador com lecitina e óleos naturais, vitamina B5, que hidrata e suaviza a aparência das listras. R$ 20
  8. Aha Puissant com Ácido Glicólico, Racco. Creme para exfoliação com complexo de Alfa-Hidroxi-Ácidos (AHA) que renova a tez, melhorando os risquinhos. R$ 44
  9. Renew Clinical Tri-Laser Corretor de Celulite e Estrias, Avon. Ajuda a combater celulites e estrias através do complexo LipoSonic3, que combina 3 ações em 1 tratamento. Ativa a produção de colágeno para reconstruir a estrutura celular enfraquecida pela idade. R$ 60. Dica: Fique atenta às promoções dos folhetos Avon.

Fonte: Revista Dieta Já & Cyber Diet

Saiba mais sobre estrias vermelhas e brancas e como disfarçá-las. Clique aqui.

Política de Privacidade | Contato | Corpo Perfeito | ©2008 Mais que Beleza